Fermentação natural resgata tradição milenar e mais saudável de produção de pães

Certamente, Jesus Cristo comeu pão com fermentação natural. O ingrediente surgiu há 5 mil anos no Egito, 7 mil depois da invenção do pão, na Mesopotâmia, atual Iraque. Os historiadores contam que o fermento natural mudou, para muito melhor, o alimento. Por milênios o pão era achatado e duro. Afinal, não havia como crescer sem fermento.

Esse ingrediente revolucionário também é conhecido como levain, massa madre, pasta madre, sourdough starter ou massa azeda. Para nossa sorte, ele está em cena novamente e deixa os pães mais macios, crocantes e aromáticos. Sabe aquele cheirinho gostoso de pão? Fica ainda mais acentuado com o levain.

Conta-se que a fermentação natural foi descoberta por acaso. Um egípcio teria deixado restos de massa para assar depois. Com o tempo, a mistura fermentou. O resultado foi um pão que cresceu, ficou mais arredondado e saboroso. Que grata surpresa esse egípcio teve! Sabemos, já falamos sobre o que o fermento natural faz com o pão, mas coisa boa a gente reforça, certo? E foi tudo isso que levou esse processo inicialmente acidental se tornar o preferido da humanidade.

Só que de lá pra cá também surgiram outros métodos, industrializados, de fermentação. É uma forma mais rápida de fazer pão. Porém, isso não impediu que o pão com massa madre voltasse com força total. Isso aconteceu porque os benefícios da fermentação natural vão muito além do sabor, como vamos mostrar.  

pães_fermentação_natural

Pão feito com massa fermentada naturalmente

Pão com levain é mais saudável  

A mistura, que resulta no fermento natural,  em contato com o ar, além da ação do tempo e de microorganismos do bem, fazem com que o pão faça muito pelo organismo. Para começar, o outro tipo de pão pode fermentar dentro do estômago. Isso causa sensação de peso e gases. Como o pão com pasta madre fermenta fora do corpo, o consumidor fica livre desses problemas.  

O pão com fermentação natural ainda é rico em vitaminas B1 e B2.

 

Pão com fermentação natural contribui com boa forma

Outro grande benefício do pão com fermento natural é a redução do índice glicêmico. Essa vantagem impede que a glicose dispare no sangue rapidamente, o que é ótimo para quem busca mais saúde e boa forma. O pão com massa madre também sacia mais do que o pãozinho tradicional.

 

Tempo de produção e viabilidade

O fermento natural leva cerca de 8 dias para ficar pronto. Mas, depois de uma boa amostra finalizada, ela dá base para outras. Basta guardar um pedaço. Ela fica melhor com o passar do tempo e dura até 15 dias.  Você pode se perguntar se é viável destinar parte do tempo a esse produto. Há grandes padarias se dando bem com o pão com levain, como a Hangar dos Pães, referência em Belo Horizonte.

levedura-dobrada-volume2

Textura e volume da massa depois de fermentada

Alto valor agregado de produtos mais artesanais

Padarias menores, que privilegiam produtos naturais, também têm alta margem de lucro com o pão de fermentação natural. Esses estabelecimentos ainda aproveitam o fato de serem menores para agregar mais valor aos produtos. O charme de uma pequena padaria é valorizado pelo cliente, que também procura uma experiência ao se alimentar. A tendência de consumo do fermento natural, por si só, impulsiona as vendas. Além disso, o pão ganha um alto valor agregado, já que é mais saudável e gostoso.  

A margem de lucro é maior, já que não leva nenhuma aditivo, o que reduz o custo da matéria-prima. Além disso, como mostramos, o pão com fermentação natural tem um valor agregado maior.  

Essa tradicional maneira de fazer pão tem inúmeros benefícios e pode ser incorporada por você em sua empresa. A Invista Foods tem a missão de ajudar empresas como a sua a inovar com qualidade, dentro das normas e com viabilidade financeira. Nossa equipe é formada por especialistas com no mínimo 10 anos de atuação para te auxiliar em todos os pontos. Marque uma reunião sem compromisso para nos conhecer melhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: