Controle de estoque: cuidados para sua produção e empresa

image (8)

Trabalhar com comida é uma tarefa desafiadora, especialmente quando tratamos disso a nível industrial, que tem a preocupação e o cuidado de garantir a lucratividade da empresa, sem que isso afete a qualidade da entrega final.

O controle de estoque exige planejamento e atenção à logística para evitar possíveis transtornos e prejuízos à empresa e ao consumidor final.

 

Pensando nisso, recomendamos seis cuidados que você e sua empresa devem tomar no controle de seus estoques:

1 – A escolha do fornecedor

Ao escolher seus fornecedores das matérias-primas, verifique dois pontos: a qualidade dos produtos e o comprometimento desse fornecedor. Não adianta a entrega ser feita com pontualidade se os insumos não estiverem com qualidade devida, e vice-versa.

Se necessário, realize uma homologação de fornecedores, processo que processo indica a aprovação desse fornecedor para que ele comece a providenciar matérias-primas, mercadorias e/ou produtos para a sua empresa, importante para que você e sua empresa não sofram com a falta de mercadorias e produtos e também para evitar imprevistos.

Isso é importante para garantir, além da qualidade do produto final que irá ao mercado, um controle de gastos e despesas da empresa, evitando a perda e descarte de insumos, além de favorecer a logística de produção de sua linha, de forma que não falte nem sobre.

images

2 – Armazém limpo

Limpeza é sempre importante, mas na indústria de alimentos ela é fundamental. A manutenção da limpeza no local de armazenamento evita a presença e proliferação de insetos e roedores. Além disso, é importante estar alinhado com os padrões básicos de higiene indicados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

3 – Atenção às necessidades de cada alimento

Grupos de alimentos possuem características próprias, e devem ser respeitadas para tirar o melhor proveito. Isso significa entender, por exemplo, que alimentos congelados precisam de temperatura -12 °C, enquanto os resfriados necessitam de temperaturas de apenas 5 °C, fazendo com que cada um seja armazenado em local próprio.

Produtos secos não devem ser expostos a temperaturas elevadas, devendo ser guardados em ambientes com boa ventilação. Por isso, é importante ter cuidado em armazenar em locais diferentes produtos distintos, como embalagens e produtos químicos, onde cada um deve ser condicionado em espaço distinto e específico.

Atender as necessidades de cada insumo evita problemas como a má conservação e deterioração, reduzindo perdas e aumentando a lucratividade.

4 – Organização do estoque

Organização é sinônimo de otimização, disciplina e ordem. Por isso, ter um estoque setorizado conforme os grupos de alimentos, levando em consideração que os produtos de alto giro devem ficar em locais de mais fácil acesso otimiza não apenas a linha produtiva, mas também o layout físico da empresa, e a própria estrutura de pessoal e hierarquia.

images (1)

5 – Controle as datas de validade

Para um bom controle de estoque em sua indústria, controlar as datas de validade de insumos é um ponto é fundamental, uma vez que depois este vence, perde totalmente sua função.

Entre as soluções para evitar esse problema, está o método FIFO (First in, first out).

Em linhas gerais, significa que: insumos que chegam primeiro ao estoque são os primeiros da linha de produção, evitando que a mercadoria fique parada no armazém, ocasionando desperdício.

6 – Automatização da gestão

Automatizar o controle de seu estoque no meio da indústria de alimentos traz vantagens para seu negócio.

Entre elas, a praticidade e agilidade de poder acessar todas as informações por meio de aplicativos em smartphones ou computador, sempre que necessário, e ainda poder cruzar e analisar essas informações para melhor tomada de decisões, conforme a oferta e demanda do mercado.

E a sua empresa? Possui a estrutura e a logística adequada? Nós da Invista Foods oferecemos serviços como implantação de sistema de MRP – Material Requirement Planning, homologação de fornecedores, SLA – Service Level Agreement/Nível de Serviço, que inclui: Gerenciamento das Não Conformidade e Processo de Auditoria dos Fornecedores.

Entre em contato! Teremos prazer em atender você e seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale com a gente!
%d blogueiros gostam disto: